CONHEÇA CUENCA! UM DESTINO EXCLUSIVO JPM

Você já ouviu falar em Cuenca?

A JPM Viagens te leva até lá com as melhores condições!

Cuenca é uma cidade espanhola, capital da província homônima, na confluência dos importantes rios Júcar e Huecar, formando profundos canyons, um dos principais pontos que a diferencia das demais cidades européias, o encontro da cultura e natureza exuberante em um único lugar.

Falando a respeito da província, esta localiza-se no centro da Pensísula Ibérica, integrada à Comunidade Autônoma de Castilla-La Mancha, junto às províncias de Toledo, Albacete, Cidade Real e Guadalajara. A província possui extensão total de 17.061 Km quadrados, que a colocam como a quinta maior em extensão do território nacional.

Ainda falando da província, Cuenca divide-se em quatro comarcas distintas que são: Alcarria, La Sierra, La Mancha e La Manchuela.

A cidade de Cuenca, pequeno município espanhol localizado especificamente na comarca de La Sierra, oferece aos seus 58.000 habitantes uma vida pacata, repleta de paz e tranquilidade. Além da natureza exuberante supracitada, Cuenca conta com um centro histórico, conhecido localmente como “Casco Antiguo”, repleto de museus e restaurantes pitorescos, que privilegiam a culinária local. Tal quantidade de museus aliada ao baixo número de habitantes, credencia Cuenca como a cidade com maior número de museus por habitante da Espanha.

Aliado a isso, os impressionantes 53.000 hectares de área verde, qualificam Cuenca como o município espanhol com maior patrimônio florestal, ocupando ainda a segunda posição, do continente europeu e a terceira a nível mundial, neste mesmo quesito.

A cidade possui um fortíssimo apelo histórico, com uma clarividente origem medieval, foi território muçulmano por um vasto período. Sua localização estratégica nas rotas medievais, foi muito bem aproveitada pelos muçulmanos, que souberam utilizá-la como cidade fortaleza, para controlar um amplo território. Assim sendo, sua arquitetura e configuração urbana, são resultado de um processo histórico que começa na alta idade média, no final do século XVII.

A história qualifica Cuenca como um imponente centro econômico da época, por isso o Rei Alfonso VIII, consegue no ano de 1177, incorporar a cidade à Coroa Castellana. Este fato, apresenta importante destaque, pois a cidade adquire personalidade jurídica.

Durante a baixa idade média, a prosperidade consolida-se em Cuenca, fundamentada em sua sólida indústria têxtil. Assim sendo, ao final do século XV, o desenvolvimento urbano e demográfico ultrapassa os limites da muralha, e começa a se estender além deste marco.

O século XVI consolida Cuenca como uma cidade altamente produtiva, porém, a partir do século XVII, este cenário é drasticamente modificado. Diversas medidas foram tomadas para que se pudesse promover mudanças significativas no século XVII, porém, na prática, observou-se pouquíssimos resultados.

Somente nos séculos seguintes, e até os dias atuais, Cuenca mantém uma relevante atividade cultural e turística, que passam a ser, seguindo a tendência do país, as principais molas propulsoras para o desenvolvimento local.

No ano de 1996, levando em conta os impressionantes dados citados acima, a UNESCO reconhece a cidade de Cuenca como Patrimônio Mundial da Humanidade, fato que a credencia com uma das principais sedes turísticas não só da Espanha, como da Europa.

A localização da cidade é importante aspecto de destaque para o desenvolvimento do turismo na região, a chegada do AVE (Trem de Alta Velocidade), no ano de 2010 é considerado um divisor de águas. O desenvolvimento propiciado pelo equipamento em questão, encurta de forma substancial a distância entre Cuenca e dois dos principais pólos de interesse turístico e econômico da Espanha, a capital federal Madri, que fica a 169 Km de distância e a imponente Valencia, cidade litorânea de fama internacional que recebe inúmeros turistas das mais variadas nacionalidades, que por sua vez localiza-se a 200 Km de Cuenca.

Essa conquista, de altíssima relevância não só para a cidade, como para toda a província, vem impactando demasiadamente o cotidiano local, propiciando à população autóctone visitas de um dia às duas cidades.

Deve-se destacar também que importantes rodovias ligam a cidade aos mesmos pólos destacados, assim sendo, o trem não é única opção de transporte de qualidade, sendo viável chegar à região de Cuenca de carro ou mesmo de ônibus de turismo.

Obviamente, levando em conta o aspecto do turismo receptivo, percebe-se que a chegada do AVE, aumenta de forma significativa o número de visitantes à cidade de Cuenca, principalmente os originários de Madri, um dos principais portões de entrada do país.



» Veja os vídeos abaixo e conheça um pouco mais sobre Cuenca.















» Faça um Tour Virtual pelas ruas de Cuenca.


































*Consulte-nos sobre demais destinos

Av. Embaixador Abelardo Bueno, 01 - E - Sala 217
Barra da Tijuca – Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 3064-1404 | 3027-8441
contato@jpmviagens.com.br